Facoltà di scienze della comunicazione

Derrida e Flusser : No conceito da escrita e o fim da linearidade

Guldin, Rainer

In: Revista Ghrebh, 2008, vol. 11, no. 1, p. -

O artigo explora a conexão entre os trabalhos de Vilém Flusser e Jacques Derrida com respeito ao conceito de escrita, abordando dois momentos específicos no tempo ligados por fontes comuns, métodos análogos e que compartilham o mesmo objetivo: o contexto cultural da metade dos anos sessenta (mid-sixties) que testemunharam a tentativa de quebra da linearidade da poesia concreta usando a... Plus

Ajouter à la liste personnelle
    Summary
    The article explores the interconnectedness of Vilém Flusser’s and Jacques Derrida’s work with respect to the concept of writing, dealing with two specific moments in time linked by common sources, analogous methods and shared aims: the cultural context of the mid-sixties that witnessed the attempt of concrete poetry to break away from linearity by using the page as a two-dimensional space for inscription, and the late eighties and early nineties characterized by the onset of a progressive migration of writing from the book to the screen, opening up a whole set of new possibilities for the writing practice itself.
    Summary
    O artigo explora a conexão entre os trabalhos de Vilém Flusser e Jacques Derrida com respeito ao conceito de escrita, abordando dois momentos específicos no tempo ligados por fontes comuns, métodos análogos e que compartilham o mesmo objetivo: o contexto cultural da metade dos anos sessenta (mid-sixties) que testemunharam a tentativa de quebra da linearidade da poesia concreta usando a página como um espaço bidimensional para inscrição e o fim dos anos oitenta / começo dos noventa caracterizados pelo início da passagem progressiva da escrita do livro para a tela, abrindo assim uma série de novas possibilidades para a prática da própria escrita.